Esta página no está disponible en el idioma seleccionado Spanish : Español y la proponemos por consiguiente en English : English.

WCO engages G20 on the Global Financial Crisis

25 marzo 2009

WCO engages G20 on the Global Financial Crisis

Brussels, 25 March 2009

WCO issues a Communication on the Global Financial Crisis to the G20 in advance of its meeting on 2 April 2009 in London.

In recognizing that fiscal policy, monetary policy and the regulation of financial institutions are priorities for the G20, in its Communication the WCO expresses concern for the affects that the global financial crisis is having on international trade and on customs administrations, particularly those in developing countries, and underlines the importance of international trade promotion as an integral part of the G20 response.

The Communication also presented the research findings from a survey conducted by the WCO in February 2009 on the impact of the global financial crisis on ‘customs and international trade’ and its Global Financial Crisis Response Package which was developed as a result of the survey. The Package includes recommendations and actions for assisting WCO members.

Three recommendations were offered by the WCO for consideration by the G20:

  • National and regional authorities should promote trade facilitation measures that were consistent with international customs and other border agency standards.
  • Advanced economies and international donor organizations should promote customs modernization capacity building programmes, including any necessary infrastructure for emerging market economies and developing countries which will promote trade and investment globally.
  • The WCO and other relevant international organizations should be encouraged to monitor the trends in international trade and to identify best practices in sustaining the global trading system.
Click here to read the full text of the WCO G20 Communication  
 

Portuguese version:

A OMA dirige-se ao G20 a respeito da crise financeira mundial

Bruxelas, 25 de março de 2009.

A OMA publica um comunicado dirigido ao G20 antes da reunião de cúpula de Londres, em 2 de abril próximo, a respeito da crise financeira mundial.

Reconhecendo que as políticas fiscal e monetária, bem como a regulamentação das instituições financeiras, estão entre as prioridades do G20, a OMA expressa no comunicado as suas preocupações face às consequências da crise financeira mundial para o comércio internacional e para as administrações aduaneiras, principalmente as dos países em desenvolvimento. A OMA ressalta, também, a importância da promoção do comércio internacional como parte integrante das respostas dadas à crise pelo G20.

O comunicado faz ainda referência aos resultados de uma pesquisa elaborada pela OMA, em fevereiro de 2009, sobre o impacto da crise financeira mundial para as aduanas e para o comércio internacional, bem como às medidas propostas, em decorrência da pesquisa, para enfrentar a crise.

A OMA submete três recomendações ao G20:

  • As autoridades nacionais e regionais devem preconizar medidas de simplificação do comércio internacional coerentes com as práticas internacionais das aduanas e de outros serviços de controle nas fronteiras.
  • Os países desenvolvidos e as Organizações Internacionais Doadoras ( Donors) deveriam encorajar os programas de reforço de capacidades e de modernização aduaneira, incluindo o estabelecimento da necessária infraesrutura para os países emergentes à economia de mercado e para os paises em desenvolvimento.
  • A OMA e as outras organizações internacionais pertinentes deveriam ser encorajadas a monitorar a evolução do comércio internacional e a identificar melhores práticas que devem ser adotadas no intuito de preservar o sistema comercial internacional.